Karma Yoga – Bhagavad Gita, canto 3

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga da ação

Arjuna disse:

Krishna e Arjuna1. Se julgas, Janardana, que o conhecimento é superior à ação, por que me obrigas a cometer semelhante ato de crueldade, Keshava?

2. Com Tua linguagem ambígua confundes meu entendimento. Assim, pois, indica-me com clareza o caminho mais seguro por onde eu possa alcançar a bem-aventurança.

Krishna disse:

3. Segundo te disse antes, há neste mundo dois caminhos1, ó, tu de coração puro2: o dos samkhyas, que praticam a devoção3 através do conhecimento espiritual, e o dos yogis, que professam a devoção através das obras.

Veja MAIS »

  1. Métodos ou regras de vida. []
  2. Somente os homens de coração puro estão aptos para receber a Verdade. []
  3. Yoga. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Samkhya Yoga – Bhagavad Gita, canto 2

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga do conhecimento correto

Krishna e Arjuna
Sanjaya disse:

1. Vendo Arjuna tão abatido, invadido pela comiseração, os olhos aflitos e cheios de lágrimas, disse-lhe Madhusudana as seguintes palavras:

Krishna disse:

2. De onde provêm, Arjuna, neste momento crítico, esse torpe desalento, indigno de um homem de raça nobre, essa covardia que traz ignominia e cerra as portas do Céu1?

3. Não renuncies, filho de Pritha, à virilidade do combate e do herói! É indigno de ti! Liberta-te dessa fraqueza vergonhosa e levanta-te, ó, terror dos inimigos2!

Veja MAIS »

  1. Era um dever para os guerreiros conservar incólumes seu nome e sua fama. Os que morriam com bravura no campo de batalha alcançavam a bem-aventurança celeste. []
  2. Parantapa, em sânscrito. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Arjuna Vishada Yoga – Bhagavad Gita, canto 1

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga1 do conflito e do desalento de Arjuna

Arjuna e Krishna no campo de KurukshetraDhrtarashtra disse:

1. Que fizeram, Sanjaya, meu povo e os Pandavas, ansiosos por combater, ao se encontrarem na planí­cie sagrada, a planí­cie de Kuru2?

Sanjaya disse:

2. O prí­ncipe Duryodhana3, quando viu o exército dos Pandavas alinhado para combate, aproximou-se de seu mestre4 falando-lhe assim:

3. “Vê, mestre, a poderosa hoste dos filhos de Pandu, alinhada para combate por teu inteligente discí­pulo, o filho de Drupada.

Veja MAIS »

  1. A palavra Yoga, que aparece no título de cada canto ou capí­tulo, indica a maneira de praticar a união divina (Yoga) pela aplicação das idéias ou ensinamentos de cada canto. Mas, observando as numerosas acepções de tal palavra, seria possível atribuir-lhe o significado de livro, tratado, discurso, doutrina, método, etc, segundo o caso. []
  2. Kurukshetra, também chamado Dharmakshetra (Campo da Lei, ou Terra Santa), por ser a terra dos antigos sábios e santos. O primeiro nome deriva do nome do rei Kuru, ascendente dos dois ramos rivais dos Kurus e dos Pandavas. []
  3. O prí­ncipe Duryodhana é a personificação da inveja e da injustiça. []
  4. Drona. Esse sábio brahmana instruiu os prí­ncipes Kurus e Pandavas na arte da guerra. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Bhagavad Gita: a grande batalha dentro do coração de Arjuna

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Rosana Biondillo

A Bhagavad Gita é uma obra de incomensurável valor, amplamente admirada por sua vasta e profunda complexidade. Os grandes temas estão aí retratados e as angústias e sofrimentos humanos se mostram por inteiro. Mas há também um outro fator extraordinariamente essencial: a saída para essas angústias e dores também é aí mostrada, pois a Gita é certeira ao declarar que para o inevitável sofrimento há uma solução.

A melodia do coração

Krishna é o Grande Senhor do Yoga que tem em Arjuna seu dileto discípulo. Ao tocar sua flauta melodiosa, Krishna produz uma música que arrebata os corações de todos que a ouvem. Sua melodia é a melodia do coração. E é essa também a melodia da imensa Bhagavad Gita – a Canção do Divino Mestre, onde Krishna instrui pela linguagem do coração.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...