Afinal, o que é Tantra?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sri Yantra

Sri Yantra


» por Mauricio Wolff

Tantra é um sistema de conceitualização do universo, um modo de explicar porque a existência existe e como ela funciona. Assim como os Vedas.

Segundo Herbert Von Guenter, estudioso do Buddhismo, os tantras “contém uma visão muito íntegra e saudável da vida”.

No seu livro Tantra, Georg Feuerstein afirma que o surgimento dos tantras deve-se ao fato deles serem mais adequados às necessidades da Kali Yuga, era caracterizada pela velocidade e preferência a ilusão à verdade.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sadhana e liberdade

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Goura Nataraj com um elefante na Índia

Goura Nataraj com um elefante na Índia

» por Goura Nataraj (Jorge Brand) (1979-)

Para Epictetus, importante filósofo estoico do período romano, a verdadeira liberdade consiste em considerar as coisas como realmente são, e não como somos acostumados a senti-las, sempre sobre a influência de condicionamentos que, nem sempre, o que vale dizer, quase nunca, nos representam o quadro fidedigno do mundo em que vivemos.

Existem coisas que estão sobre o nosso controle, tais como concepções, escolhas, desejos e aversões, e coisas que não estão, as quais são, para o filósofo, nosso próprio corpo, propriedades, reputação e atividades.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Introdução do livro O Presente

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Capa do livro O Presente

Capa do livro O Presente

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Mestre,

Antes, em nossa casa-paraíso, na Tua presença, nada nos faltava e nos inebriávamos com Tua luz, Tua paz, Teu poder, e nos sentíamos totalmente libertos, desfrutávamos a doçura da saúde plena e da bem-aventurança. Depois, seduzidos pela magia do mundo, partimos para um aventureiro auto-desterro, e, com isso, fomos tomados pela penúria espiritual, pelo vazio, pelo tédio, pela neurose, pelo pavor… Por conta própria, deixamos de ser Teus príncipes e, passado algum tempo, nos vimos “passando fome em país distante”, alimentando os porcos de um mau patrão.

Compadecido de nossa miséria total, Te fizeste carne para, habitando entre nós, resgatar todos de nós que aceitassem Teu convite e Teu braço misericordioso para retornar ao Lar.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Descondicione-se!

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga para Nervosos
» por José Hermógenes (1921-)

Foi um daqueles que se afastaram sem se despedir. Conseguira compensadoras melhoras imediatas. Teve a “melhora inicial” a que me referi1. Apesar de responsável por uma grande clientela, não obstante seus conhecimentos científicos, não conseguia tratar de si mesmo. Precisou do Yoga e o Yoga o atendeu. Como se fora sem dizer as razões, aceitei a hipótese de que se afastara exatamente porque melhorara, o que, inconscientemente, ele teria desejado que não acontecesse.

Hipótese errada. Seu afastamento não fora causado por isso, mas sim por outro motivo não menos imaturo. Recentemente, vim a saber.

Um amigo perguntou-lhe um dia desses: Por que trocou o prof. Hermógenes por este outro?

Veja MAIS »

  1. Na página 73 da 35ª edição, de 2001, do livro Yoga para Nervosos []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...