Modos e meios

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Arjuna ajoelhado diante de Krishna» por José Hermógenes (1921-)

O yogi, dessa maneira, com a mente controlada, une-se ao Atman
e obtém a paz que culmina em
Nirvana, a paz que existe em Mim.
Bhagavad Gita, VI:15


Há modos diferentes para se vencer as distâncias na estrada para Deus.

Se o que nos afasta de Deus e nos vincula ao mundo é nosso imperfeito amar ou nossa incapacidade para o verdadeiro amor, nosso caminhar deve primordialmente ser um aperfeiçoamento nosso para a universalização e purificação do amor.

Na medida em que aprendermos a perder nosso eu na delí­cia de um amor cósmico e imaculado, estamos sendo libertados, curados e salvos pelo amor. E isso se chama Bhakti Yoga.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Karma Yoga – Bhagavad Gita, canto 3

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga da ação

Arjuna disse:

Krishna e Arjuna1. Se julgas, Janardana, que o conhecimento é superior à ação, por que me obrigas a cometer semelhante ato de crueldade, Keshava?

2. Com Tua linguagem ambígua confundes meu entendimento. Assim, pois, indica-me com clareza o caminho mais seguro por onde eu possa alcançar a bem-aventurança.

Krishna disse:

3. Segundo te disse antes, há neste mundo dois caminhos1, ó, tu de coração puro2: o dos samkhyas, que praticam a devoção3 através do conhecimento espiritual, e o dos yogis, que professam a devoção através das obras.

Veja MAIS »

  1. Métodos ou regras de vida. []
  2. Somente os homens de coração puro estão aptos para receber a Verdade. []
  3. Yoga. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Samkhya Yoga – Bhagavad Gita, canto 2

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga do conhecimento correto

Krishna e Arjuna
Sanjaya disse:

1. Vendo Arjuna tão abatido, invadido pela comiseração, os olhos aflitos e cheios de lágrimas, disse-lhe Madhusudana as seguintes palavras:

Krishna disse:

2. De onde provêm, Arjuna, neste momento crítico, esse torpe desalento, indigno de um homem de raça nobre, essa covardia que traz ignominia e cerra as portas do Céu1?

3. Não renuncies, filho de Pritha, à virilidade do combate e do herói! É indigno de ti! Liberta-te dessa fraqueza vergonhosa e levanta-te, ó, terror dos inimigos2!

Veja MAIS »

  1. Era um dever para os guerreiros conservar incólumes seu nome e sua fama. Os que morriam com bravura no campo de batalha alcançavam a bem-aventurança celeste. []
  2. Parantapa, em sânscrito. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...