Tantra + Vedanta = Hatha Yoga?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Shiva e Parvati
» por Pedro Kupfer

Com frequência, estamos acostumados a ver o Vedanta e o Tantra como ensinamentos conflitantes e mutuamente excludentes. O que não paramos para pensar é que essas duas escolas possam ter muito mais em comum do que imaginamos.

Ainda, para além dos pontos em comum que possamos encontrar entre ambas escolas, tampouco imaginamos, desde a nossa perspectiva limitada pelas etiquetas que em tudo colocamos, que alguém possa ter feito uma síntese entre essas duas grandes vias de conhecimento. E, pior ainda para nós, que essa síntese atenda pelo nome de Hatha Yoga!

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Aqui e agora » Robert Broughton fala sobre a consciência do momento presente

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Renata Reif

Robert BroughtonAssim que a entrevista começou, senti que havia algo no ar, que era possível identificar, porém difí­cil de codificar. A sí­ntese de seus ensinamentos é simples.

Meditação é permitir que os pensamentos passem pela mente naturalmente, como as nuvens no céu. Para conseguir esse controle, escolha um lugar que você possa ficar 15 minutos parado. Silêncio absoluto não é necessário, mas opte pelo mais quieto e tranquilo que conseguir. Sente em uma posição que garante que você não vai sentir desconforto, mas sempre alerta. Deitar não é recomendado porque é mais fácil de adormecer. Mantenha espinha ereta. As costas podem ficar apoiadas numa cadeira, ou contra a parede. Mas é sempre preferível manter a postura sem apoio.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Agora: um presente » entrevista com Robert Broughton

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Para assistir os vídeos com as 4 partes desta entrevista com Robert Broughton, clique acima no título dessa notícia…

Robert Broughton entrevistado por Renata Reif» por Renata Reif

Quando se aceita o que está acontecendo agora, sem alguma resistência, a forma como vivemos o momento muda dramaticamente. Ao fazer isso, o observador interno é imediatamente invocado e a gente começa a relaxar.

Enquanto assiste a estes ví­deos, como você se sente? Há algum conflito? Feche os olhos por alguns instantes e experimente o que está sentindo agora. Pode ser depressão, ansiedade, raiva, irritação. O que quer que seja, simplesmente permita que assim seja e não brigue contra isso. Meditação é permitir que os pensamentos passem pela mente naturalmente, como as nuvens no céu. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...