A prece do bom administrador

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Francisco de Assis (1182 - 1226)

Francisco de Assis (1182 – 1226)

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

“Senhor,

Fazei de mim um instrumento de Vossa PAZ.
Onde houver ódio, que eu leve o AMOR.
Onde houver ofensa, que eu leve o PERDÃO.
Onde houver discórdia, que eu leve a UNIÃO.
Onde houver dúvida, que eu leve a FÉ.
Onde houver erro, que eu leve a VERDADE.
Onde houver desespero, que eu leve a ESPERANÇA.
Onde houver tristeza, que eu leve a ALEGRIA.
Onde houver trevas, que eu leve a LUZ.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga para iniciantes: a teoria e a prática

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Tania em padmasana e anjali mudra» por Rosana Biondillo

O Yoga é considerado uma disciplina prática. Numa aula, há várias partes que formam um conjunto harmônico. Cada uma dessas partes enfatiza um aspecto, como: preceitos éticos, posturas psicofísicas, respiração, relaxamento, concentração e meditação.

É um trabalho que integra corpo e mente de maneira consciente, promovendo uma reestruturação mental e orgânica do praticante. É por esse motivo que o mais apropriado é dizer “praticar Yoga”, e não “fazer Yoga”. Porém, isso não significa que o Yoga não tenha teoria. Tem, e muita! Só que, por si só, essa teoria é mero conhecimento intelectual. Importantíssimo, sem dúvida. Porém, no contexto do Yoga, a teoria deve ser incorporada à prática. Tem que ser “experimentada”. O praticante que estuda os textos tradicionais do Yoga pode compreender melhor suas experiências e avançar em sua prática. Mas tem que praticar.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Krishna Das sonha música e liberdade…

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

… e faz canções que lhe trazem esse sabor, com simplicidade, fugindo do rótulo de pop-star.

Krishna Das» por Fernanda Sciacio

Ram Sri, Ram de Jaya, Ram de Jaya Jaya – Krishna Das canta “a Ram Sri, a Ram de Jaya, a Ram de Jaya Jaya” – os participantes repetem, ecoando. No estúdio de Yoga de Piedmont (EUA), Krishna Das – cujo nome foi dado por Maharaj-ji e significa “o empregado de Deus” – fecha os olhos e concentra-se por um momento. É o ritual que precede shows ou workshops por ele “ministrados”. Depois disso, dirige-se ao espaço destinado ao kirtan (ou canto) e posiciona-se com os percussionistas.

O formato de seu kirtan é de “chamada e resposta”, explica Krishna Das, sendo que ele canta uma linha do mantra e o grupo ecoa-a. A finalidade de repetir as palavras em sânscrito? Simples: a fusão com o divino.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...