Significados e interpretações da palavra Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Aluna Fabíola em sua aula de Yoga em casa em dezembro de 2017. Foto por Cristiano Bezerra.

Aluna Fabíola em sua aula de Yoga em casa em dezembro de 2017. Foto por Cristiano Bezerra.

» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

Yoga é um dos termos mais flexíveis e polissêmicos (com vários sentidos) da língua sânscrita. Essa palavra, assim como outras, pode mudar muito de significado, de acordo com o contexto. Se você consultar um dicionário sânscrito, achará, dentre outras, as seguintes acepções:

Yoga = unir, jungir, juntar, atrelar, manter junto. Equipe, soma, conjunção, resultado. Magia, mágica. Mentira, embuste. Arreio, cinto, jugo. Controle da mente e dos sentidos, método de autoconhecimento, caminho espiritual. Trabalho, tarefa. Nome de um sábio mítico mencionado no Mahabharata.

1. A palavra Yoga aparece pela primeira vez no Rg Veda, de aproximadamente 5000 a.C. Naquele tempo e naquele contexto, não significava o que significa hoje, mas tinha o sentido de “aplicação“. Yoga era um dos recursos usados no ritual védico.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sadhana e liberdade

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Goura Nataraj com um elefante na Índia

Goura Nataraj com um elefante na Índia

» por Goura Nataraj (Jorge Brand) (1979-)

Para Epictetus, importante filósofo estoico do período romano, a verdadeira liberdade consiste em considerar as coisas como realmente são, e não como somos acostumados a senti-las, sempre sobre a influência de condicionamentos que, nem sempre, o que vale dizer, quase nunca, nos representam o quadro fidedigno do mundo em que vivemos.

Existem coisas que estão sobre o nosso controle, tais como concepções, escolhas, desejos e aversões, e coisas que não estão, as quais são, para o filósofo, nosso próprio corpo, propriedades, reputação e atividades.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Afinal, o que é Tantra?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sri Yantra» por Maurício Wolff

Tantra é um sistema de conceitualização do universo, um modo de explicar porque a existência existe e como ela funciona. Assim como os Vedas.

Segundo Herbert Von Guenter, estudioso do Buddhismo, os tantras “contém uma visão muito íntegra e saudável da vida”.

No seu livro Tantra, Georg Feuerstein afirma que o surgimento dos tantras deve-se ao fato deles serem mais adequados às necessidades da Kali Yuga, era caracterizada pela velocidade e preferência a ilusão à verdade.

É importante ressaltar: o Tantra é a filosofia, o sistema, o ponto de vista. Os tantras são as escrituras onde está exposto esse ponto de vista.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...