Para que lado giram os chakras?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

Os chakras e suas cores

Os chakras e suas cores

Ao meditar nos chakras, você não deve prestar atenção ao corpo físico, mas ao corpo sutil, no espaço interior. Pense nos chakras como redemoinhos com o centro mais claro que as extremidades, girando vertiginosamente em ambos os sentidos. Você poderá perguntar: “Em ambos os sentidos? Como assim?”. Assim mesmo. Os chakras giram em ambos os sentidos. E giram muito rapidamente.

O processo respiratório não é apenas inspirar ou apenas expirar. Os chakras não giram só para a direita ou só para a esquerda. O universo é expansão e recolhimento, em todos os planos. Quando se medita sobre um chakra, uma das coisas que precisa fazer-se é ver qual é o movimento dominante nele, se horário ou anti-horário. O movimento horário faz com que o chakra projete energia para fora. O anti-horário é para captar energia do ambiente. Isso é fácil de se conseguir com um pouquinho de prática, usando a intuição. Raramente falha.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sadhana e liberdade

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Goura Nataraj com um elefante na Índia

Goura Nataraj com um elefante na Índia

» por Goura Nataraj (Jorge Brand) (1979-)

Para Epictetus, importante filósofo estoico do período romano, a verdadeira liberdade consiste em considerar as coisas como realmente são, e não como somos acostumados a senti-las, sempre sobre a influência de condicionamentos que, nem sempre, o que vale dizer, quase nunca, nos representam o quadro fidedigno do mundo em que vivemos.

Existem coisas que estão sobre o nosso controle, tais como concepções, escolhas, desejos e aversões, e coisas que não estão, as quais são, para o filósofo, nosso próprio corpo, propriedades, reputação e atividades.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Hatha Yoga, uma ginástica…

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Professor Hermógenes em padmasirshasana na década de 1960

Professor Hermógenes em padmasirshasana na década de 1960


» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Praticar ginástica é cada dia mais necessário, principalmente àqueles que vivem numa grande cidade, desempenhando ocupações sedentárias. As pessoas vivem em regime de sobrecarga para a mente, provocada por preocupações e problemas de toda espécie, desde a falta de empregadas domésticas até a iminência de um conflito nuclear, desde a dificuldade de transporte até a alta incessante do custo de vida… Por outro lado, há também a sobrecarga para o pobre organismo (nervos, músculos…), porque é preciso trabalhar em mais de um emprego a fim de não sucumbir às condições aflitivas do orçamento.

O excessivo desgaste físico e mental conduz o homem a encher a casa de quinquilharias que a técnica fabrica para dar-lhe mais comodidade à vida, e também o leva a correr à caça de múltiplos divertimentos excitantes. As ocupações rotineiras e sedentárias o fadigam. A efervescência político-social o neurotiza. As comodidades o amolecem. Os divertimentos quase sempre o fatigam. Raramente consegue o homem moderno repousar e recuperar-se. Isso é coisa que somente durante as férias anuais poucos conseguem.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Afirmações científicas de Paramahansa Yogananda

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Paramahansa Yogananda (1893 – 1952) em 1933

Paramahansa Yogananda (1893 – 1952) em 1933

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Encontrei em Paramahansa Yogananda (1893 – 1952)1 aquilo que, não deixando de ser linda poesia, poderíamos conceituar como uma oração yogika, uma prece perfeita.

Transforme-a o leitor em ritual diário.

Repita-a. Faça com que ela penetre em todos os planos da consciência. Viva-a com a integridade de seu ser.

Para melhor efeito, atenda a estas recomendações que se seguem2:

Veja MAIS »

  1. Adaptação de Afirmaciones Científicas para Curación (Scientific Healing Affirmations), Editorial Kier, Buenos Aires. []
  2. Enquanto não sentir absoluto conforto num dos asanas de meditação, medite numa cadeira onde, de costas apoiadas, mas conservando a verticalidade do tronco, possa permanecer mais de uma hora sem sentir o corpo. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...