Benefícios de garbha pindasana, a postura do embrião no útero, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo por meio do

Garbha pindasana, a postura do embrião no útero, em desenho por John Scott

Garbha pindasana, a postura do embrião no útero, em desenho por John Scott

» por Lino Miele (1)

Garbha pindasana, a postura do embrião no útero, é especialmente benéfica para mulheres, pois fortalece o útero (garbha kosha) e o reto (guda nala).

Limpa e tonifica o fígado (yakrut) e o baço (pleeha).

Ativa os três primeiros chakras.

Diz-se que o balanço circular de nove voltas no sentido horário representa os nove meses de gestação humana.

Diz-se também que esse asana prepara o feto para um posicionamento correto no momento do parto.

É benéfico para a gestante e pode ser praticado até o terceiro mês de gravidez.

  1. Texto extraído da página 60 do livro Astanga Yoga (1996, 2009), de Lino Miele, com tradução de Regina Ehlers, Editora Jaboticaba, São Paulo, e digitado por Cristiano Bezerra em 18 de dezembro de 2018. []
Compartilhe esse conteúdo por meio do

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.