O Yoga e o Ocidente

Comentários

O Yoga e o Ocidente — 9 Comentários

  1. Palavras do texto: “Sempre digo a quem posso: ‘Estude bem o Yoga. Você aprenderá um número infinito de coisas com ele, mas não o utilize, pois nós, europeus, não somos feitos para usar sem mais nem menos tais métodos. Um guru hindu poderá explicar-lhe tudo muito claramente e você poderá executar, depois, o que ele lhe tiver ensinado, mas saberá você quem está se utilizando do Yoga? Em outras palavras: saberá você quem é você mesmo e de que modo é constituído?’.”
    Vejam bem, ele desaconselha o ocidental a praticar Yoga. Me parece muito estranho que todos aqueles que fizeram o seu diferencial terapêutico buscando esse conhecimento no Yoga façam a crítica ao Yoga justamente no ponto de seu diferencial, ou seja, no caso de Jung, o Self. O Yoga busca exatamente isso: conhecer a si mesmo, e esse conhecimento é dado nas Upanishads, na Bhagavad Gita, no Yoga Sutra… Ao mesmo tempo em que ele exalta o conhecimento védico e o Yoga, ele desaconselha seguir esse caminho. Ou seja, “façam terapia junguiana e não Yoga”, é isso o que ele diz!
    Eu li este texto já faz muito tempo e fiquei muito indignada.

    • Olá, Denise, grato pela tua reflexão e questionamento. Concordo com todas as tuas colocações, até porque entendo o Yoga como um conhecimento prático de caráter universal, pertencente a toda a humanidade, e não somente ao oriental ou ao hindu; entretanto, considero importante ponderar que esse ponto de vista expresso por Jung data de 1936, ou seja, quase 30 anos antes de seu falecimento. Provavelmente essas suas ideias já não fossem mais exatamente as mesmas ao final de sua existência, bem como talvez não fossem as mesmas nesta atualidade, sobretudo após a expansão maior da prática do Yoga no Ocidente a partir dos anos 60, 70 e principalmente 90 do século XX.

  2. Adorei… Estou repassando-o pro meu companheiro, que tem 83 anos, é junguiano e nunca tinha visto esse texto, apesar dele compartilhar essa ideia. Vibro quando sinto a sintonia… A frequência das ondas mentais nessa linha.

  3. Cristiano, parabéns pelo aniversário!
    Em poucos dias estarei completando também um aniversário muito especial: serão 3 anos desde a minha primeira aula de Yoga com você. Desde então, sou praticante. Muito grata, pois devo isso também a você.
    Parabéns pelo aniversário, pelo site, pelos textos e pelo seu trabalho de divulgação do Yoga.
    Abração. Namaste, Josi.

  4. Olá, pessoal!
    Gostei desse artigo de breve introdução ao Yoga no Ocidente. Essa parte cultural é muito interessante.
    Um abraço a todos!

  5. Olá, Cristiano, tudo OM?
    Muito legal esse texto do Jung, eu não conhecia. Esta passagem diz bem o que é o Yoga:
    “O Yoga, como é fácil de imaginar, tornou-se a expressão mais adequada e a metodologia mais apropriada para fundir o corpo e o espírito em uma unidade que dificilmente se pode negar, gerando, assim, uma disposição psicológica que possibilita o surgimento de sentimentos e intuições que transcendem o plano da consciência.”
    Cristiano, parabéns pelo seu aniversário… Tudo de melhor na sua vida… Muita paz, amor, luz e Yoga! Namaste!
    Felicidades, Lucas e Camila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML tags allowed in your comment: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>