Yoga, caminho para Deus

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Jesus de Nazaré (4 a.C. - 33 d.C.), o Cristo, em pintura mediúnica feita no início do século XX na Polônia

Jesus de Nazaré (4 a.C. – 33 d.C.), o Cristo, em pintura mediúnica feita no início do século XX na Polônia

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

A Jesus, pelo que disse como ensino, pelo que ensina sem dizer, pelo que deu de amor, pelo que aceitou e perdoou, pelo que foi, é e será na Eternidade.

A Jesus – Amor, Verdade e Ação – que nos leva de volta ao Pai.

A meu amado Guru, Jesus, o Cristo, este livro e todo o meu ser.

Convite

… muitos são convidados, mas poucos escolhidos.
Mateus, 22:14

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Krishna Das sonha música e liberdade…

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

… e faz canções que lhe trazem esse sabor, com simplicidade, fugindo do rótulo de pop-star.

Krishna Das» por Fernanda Sciacio

Ram Sri, Ram de Jaya, Ram de Jaya Jaya – Krishna Das canta “a Ram Sri, a Ram de Jaya, a Ram de Jaya Jaya” – os participantes repetem, ecoando. No estúdio de Yoga de Piedmont (EUA), Krishna Das – cujo nome foi dado por Maharaj-ji e significa “o empregado de Deus” – fecha os olhos e concentra-se por um momento. É o ritual que precede shows ou workshops por ele “ministrados”. Depois disso, dirige-se ao espaço destinado ao kirtan (ou canto) e posiciona-se com os percussionistas.

O formato de seu kirtan é de “chamada e resposta”, explica Krishna Das, sendo que ele canta uma linha do mantra e o grupo ecoa-a. A finalidade de repetir as palavras em sânscrito? Simples: a fusão com o divino.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Entrevista com Gloria Arieira no eYoga.com.br

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Conheça a história da estudiosa, os segredos de sua viagem à Índia e o amor pelo que é védico.

Gloria Arieira e Marie Furlanetti em Teresópolis (RJ) » julho de 2008» por Thays Biasetti

Uma das mais respeitadas estudiosas dos Vedas e tradutora de sânscrito no Brasil, Gloria Arieira largou sua vida no país para viver quatro anos na Índia e estudar com Svami Dayananda, seu mestre. Desde seu retorno, dedica-se a promover o Vedanta e o sânscrito no Brasil e na Argentina, além do trabalho de tradução para o português de textos em sânscrito. Confira o bate-papo com a estudiosa sobre sua vida, a viagem à Índia e a paixão pela cultura védica.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...