Satsanga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Estudantes de Vedanta em Fortaleza com a Profª Gloria Arieira em maio de 2007

Estudantes de Vedanta em Fortaleza com a Profª Gloria Arieira em maio de 2007

» por Gloria Arieira (1953-), do Vidya Mandir

Satsanga é ficar em companhia de pessoas que possuem o conhecimento claro de sua própria natureza absoluta, ou daquelas que buscam esse mesmo autoconhecimento.

O momento de encontro acompanhado de conversas, perguntas/respostas ou canções cantadas em conjunto é chamado Satsanga. Esses momentos são importantes fontes de inspiração para os que valorizam o conhecimento de si mesmo e querem viver suas vidas com a clareza do Ser Imutável que são.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Uma outra maneira de ver os chakras

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Chakras em um yogi

» por Tales Nunes

Sempre ouvimos que os chakras deveriam ser visualizados ou sentidos. Como não conseguimos vê-los ou senti-los em toda a complexidade que é apresentada pelo Tantra, propomos interpretá-los de uma maneira diferente. Sugerimos, neste artigo, apenas pensarmos sobre os chakras. Acreditamos que o caminho à iluminação proposto pela prática tântrica pode ser pensada como uma simbologia da nossa própria trajetória de vida e da nossa busca pessoal pela espiritualidade, ou melhor, pela liberação. De acordo com o Vedanta, independentemente de etnia, nacionalidade ou crença, são quatro as buscas dos seres humanos: artha (segurança), kama (prazer), dharma (o correto agir) e moksha (a libertação).

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Marco Schultz desvelado

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

O conceituado professor abre o coração para o site Eyoga.com.br
e conta sua trajetória no Yoga.

Marco Schultz
eYoga » Como foi seu primeiro contato com o Yoga? O que o levou a começar a praticar?

Marco » O primeiro contato “formal” que tive com o Yoga foi no final da década de 1980, quando eu morava e estudava na Califórnia. No entanto, a busca por um sentido espiritual em minha vida começou muito cedo. Lembro de momentos, ainda criança, de profunda crise existencial. Tive uma infância bem bacana, mas uma misteriosa sensação de angústia quase sempre me acompanhou. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...