Benefícios de ardha baddha padma paschimottanasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...
0 Flares 0 Flares ×

Ardha baddha padma paschimottanasana, em desenho por John Scott

Ardha baddha padma paschimottanasana, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

Este asana, ardha baddha padma paschimottanasana, a flexão do meio lótus entrelaçado, produz efeito poderoso sobre o fígado (yakrut) e o baço (pleeha), ambos órgãos que exercem seu papel nos processos digestivos do corpo.

O fígado controla a digestão das gorduras e contribui para o controle do metabolismo, ao passo que o baço produz os glóbulos brancos necessários para a resistência às enfermidades, ajudando a purificar o sangue.

Juntos, esses órgãos estruturam os sapta dhatus (sangue, músculos, gordura, ossos, medula óssea, pele e sêmen/óvuloenergia vital).

À medida que o fígado trabalha corretamente, corrige-se automaticamente o desempenho do baço.

Problemas gástricos são curados graças à reparação da função digestiva.

A regra de ouro para uma digestão correta é: “O estômago deve conter uma metade de alimento, um quarto de líquido e um quarto para a movimentação de ar”.


Capa do livro Astanga Yoga, de Lino Miele

Capa do livro Astanga Yoga, de Lino Miele


Texto digitado por Cristiano Bezerra em 31 de julho de 2012 e extraído da página 44 do livro Astanga Yoga, de Lino Miele, com tradução de Regina Ehlers, Editora Jaboticaba, São Paulo.


Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *