Benefícios de ardha baddha padma paschimottanasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Ardha baddha padma paschimottanasana, em desenho por John Scott

Ardha baddha padma paschimottanasana, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

Este asana, ardha baddha padma paschimottanasana, a flexão do meio lótus entrelaçado, produz efeito poderoso sobre o fígado (yakrut) e o baço (pleeha), ambos órgãos que exercem seu papel nos processos digestivos do corpo.

O fígado controla a digestão das gorduras e contribui para o controle do metabolismo, ao passo que o baço produz os glóbulos brancos necessários para a resistência às enfermidades, ajudando a purificar o sangue.

Juntos, esses órgãos estruturam os sapta dhatus (sangue, músculos, gordura, ossos, medula óssea, pele e sêmen/óvuloenergia vital).

À medida que o fígado trabalha corretamente, corrige-se automaticamente o desempenho do baço.

Problemas gástricos são curados graças à reparação da função digestiva.

A regra de ouro para uma digestão correta é: “O estômago deve conter uma metade de alimento, um quarto de líquido e um quarto para a movimentação de ar”.


Capa do livro Astanga Yoga, de Lino Miele

Capa do livro Astanga Yoga, de Lino Miele


Texto digitado por Cristiano Bezerra em 31 de julho de 2012 e extraído da página 44 do livro Astanga Yoga, de Lino Miele, com tradução de Regina Ehlers, Editora Jaboticaba, São Paulo.


Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.