Yamas e Niyamas, a ética do Yoga

Compartilhe esse conteúdo por meio do

Sri Krishna e os cinco irmãos Pandavas, personagens do épico indiano Mahabharata

Sri Krishna e os cinco irmãos Pandavas, personagens do épico indiano Mahabharata

» síntese por Cristiano Bezerra (1971-) (1)

Quando o yogi se torna qualificado, através da prática da disciplina ética, por abster-se de ações ilícitas (yama) e da auto superação (niyama), pode (então) começar a prática de asanas e das outras técnicas.
Yoga Bhasya Varana, II:29

Se você não tiver tempo ou disposição para agir conforme a ética do Yoga, tampouco terá tempo nem atitude para praticá-lo. Yama e niyama são os dois primeiros passos da caminhada, condição indispensável para que a prática dê resultados concretos.
Pedro Kupfer

Veja MAIS »

  1. Síntese por Cristiano Bezerra (1971-) em 2001 baseada em textos dos livros A Tradição do Yoga (1998), de Georg Feuerstein (1947-2012), Convite à Não-violência (1984), do Professor Hermógenes (1921-2015), e Yoga Prático (1998), de Pedro Kupfer (1966-). []
Compartilhe esse conteúdo por meio do

Yoga e Fé

Compartilhe esse conteúdo por meio do

Padre Zezinho (1941-)

Padre Zezinho (1941-)

» por Padre Zezinho (1941-) (1)

Entre os dias 3 e 6 de setembro de 1998 foi realizado, no Rio de Janeiro, o IX Congresso Brasileiro de Yoga. Entre as atividades realizadas, houve uma mesa redonda sobre Bhakti Yoga, onde representantes de várias correntes religiosas se encontraram e discursaram maravilhosamente sobre a vida espiritual e a relação com Deus. O Padre Zezinho, não podendo comparecer, enviou – para ser lido – o texto transcrito a seguir.

Veja MAIS »

  1. Texto extraído da edição de janeiro de 1999 da revista O Atma e digitado por Cristiano Bezerra em 17 de outubro de 2001. Visite a página do Padre Zezinho no Facebook em facebook.com/padrezezinhoscj []
Compartilhe esse conteúdo por meio do

Benefícios de kurmasana, a postura da tartaruga, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo por meio do

Kurmasana e supta kurmasana, a postura da tartaruga, em desenho por John Scott

Kurmasana e supta kurmasana, a postura da tartaruga, em desenho por John Scott

» por Lino Miele (1)

Esses asanas, kurmasasana, a postura da tartaruga, e supta kurmasana, a postura da tartaruga adormecida, têm efeito estimulante sobre o kanda. O kanda não é um elemento físico. Ele encontra-se no corpo sutil, e é a raiz, a fonte de onde se originam todos os nadis. Está localizado a 4 polegadas abaixo do umbigo, acima do assoalho pélvico. Tem a forma de um ovo e provê suporte a 72.000 nadis (canais de energia vital).

Veja MAIS »

  1. Texto extraído da página 58 do livro Astanga Yoga (1996, 2009), de Lino Miele, com tradução de Regina Ehlers, Editora Jaboticaba, São Paulo, e digitado por Cristiano Bezerra em 18 de dezembro de 2018. []
Compartilhe esse conteúdo por meio do