Yoga e liberdade

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Tales Nunes

Cristiano Bezerra em bhujapidasana, a postura da pressão sobre os braços, na sala de Yoga do Espaço Núcleo Sol. Foto por Paola Marques.

Cristiano Bezerra em bhujapidasana, a postura da pressão sobre os braços, na sala de Yoga do Espaço Núcleo Sol. Foto por Paola Marques.

Liberdade não é fazer o que se quer,
mas simplesmente contentar-se com o que se é.”

Tales Nunes

Qual, afinal, é o objetivo do Yoga? Para que fazermos tantas ações e criarmos uma disciplina de prática de Yoga? Parto do princípio de que o objetivo de praticarmos Yoga é alcançarmos a liberdade. Mas, se buscamos alcançar a liberdade, é porque não somos livres. Então, o que nos aprisiona?

O mundo, a realidade, é como é. Nós imprimimos sobre ele valores, desejos e expectativas, a tal ponto de podermos dizer que existe um mundo em cada mente humana. Há uma maneira de ver e de interpretar o mundo em cada pessoa.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sadhana e liberdade

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Goura Nataraj com um elefante na Índia

Goura Nataraj com um elefante na Índia

» por Goura Nataraj (Jorge Brand) (1979-)

Para Epictetus, importante filósofo estoico do período romano, a verdadeira liberdade consiste em considerar as coisas como realmente são, e não como somos acostumados a senti-las, sempre sobre a influência de condicionamentos que, nem sempre, o que vale dizer, quase nunca, nos representam o quadro fidedigno do mundo em que vivemos.

Existem coisas que estão sobre o nosso controle, tais como concepções, escolhas, desejos e aversões, e coisas que não estão, as quais são, para o filósofo, nosso próprio corpo, propriedades, reputação e atividades.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Asana: pensando com o corpo

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Pedro Kupfer em chakorasana

Pedro Kupfer em chakorasana

» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

A filosofia hindu afirma que na matéria existe consciência e que na consciência existe matéria. O Yoga quer pensar com o corpo: através da experimentação, os yogis da antiguidade descobriram que fazer exercícios físicos de forma ritual traz enormes conseqüências metafísicas. O yogi busca a inteligência que está escondida no corpo, a consciência que está escondida no corpo: esse é o ponto de partida para poder achar a verdadeira identidade.

Esses exercícios se chamam asanas em sânscrito: são um conjunto de técnicas altamente instigantes e desafiadoras, que podem exigir tudo no plano físico, mas que não são um fim em si mesmas. Pode-se dedicar uma vida inteira aos asanas, e nem por isso estará se fazendo Yoga. O que faz a diferença é a atitude que está por trás dos exercícios. E, com a atitude correta, vem uma série de coisas junto: alinhamento, inteligência corporal, respiração consciente, despertar das experiências do corpo sutil, transformação do organismo, num processo que poderíamos chamar de alquimia corporal.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

A prece do bom administrador

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Francisco de Assis (1182 - 1226)

Francisco de Assis (1182 – 1226)

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

“Senhor,
Fazei de mim um instrumento de Vossa PAZ.
Onde houver ódio, que eu leve o AMOR.
Onde houver ofensa, que eu leve o PERDÃO.
Onde houver discórdia, que eu leve a UNIÃO.
Onde houver dúvida, que eu leve a FÉ.
Onde houver erro, que eu leve a VERDADE.
Onde houver desespero, que eu leve a ESPERANÇA.
Onde houver tristeza, que eu leve a ALEGRIA.
Onde houver trevas, que eu leve a LUZ.

Ó, Mestre,
Fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado.

Compreender que ser compreendido.
Amar que ser amado.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...