A prece do bom administrador

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Francisco de Assis (1182 - 1226)

Francisco de Assis (1182 – 1226)

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

“Senhor,
Fazei de mim um instrumento de Vossa PAZ.
Onde houver ódio, que eu leve o AMOR.
Onde houver ofensa, que eu leve o PERDÃO.
Onde houver discórdia, que eu leve a UNIÃO.
Onde houver dúvida, que eu leve a FÉ.
Onde houver erro, que eu leve a VERDADE.
Onde houver desespero, que eu leve a ESPERANÇA.
Onde houver tristeza, que eu leve a ALEGRIA.
Onde houver trevas, que eu leve a LUZ.

Ó, Mestre,
Fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado.

Compreender que ser compreendido.
Amar que ser amado.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Hatha Yoga e vertigem

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Cristiano em variação de parivrtta hasta padangusthasana, uma postura de equilíbrio com torção, na sala de Yoga do Ar+Zen. Foto por Ana Lorena Magalhães

Cristiano em variação de parivrtta hasta padangusthasana, uma postura de equilíbrio com torção, na sala de Yoga do Ar+Zen. Foto por Ana Lorena Magalhães


» por Dr. Luís Mário Duarte

É muito comum encontrarmos alunos que advertem aos seus professores de Hatha Yoga que sofrem de “labirintite”, querendo dizer, na verdade, que sofrem de vertigem.

A vertigem é o sintoma cardinal de uma doença vestibular (sistema responsável pelo equilíbrio do corpo). A vertigem é a sensação de movimento quando este não existe ou uma sensação exagerada de movimento em resposta a um dado movimento do corpo. Vertigem não é apenas uma sensação de rodopio ou giro, mas também uma sensação de movimento pendular lateral ou queda para frente ou para trás, ou ainda de que o chão está rodando abaixo dos pés. A vertigem deve ser distinguida do desequilíbrio, da sensação de leveza da cabeça e da síncope (perda abrupta da consciência seguida de queda). A vertigem pode resultar de uma vestibulopatia periférica ou central.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Qual é o futuro do Yoga?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Subhashni Arora

Garbha pindasana, a postura do embrião no útero

Garbha pindasana, a postura do embrião no útero

O desenvolvimento tecnológico moderno, crescente e ilimitado, nos põe face a face com o poder humano frente ao domínio da natureza. Somos cada vez mais senhores das comunicações à distância, das conquistas espaciais, do aproveitamento racional do tempo, da juventude prolongada e da morte adiada. Parece que nossa ambição de conquistas tecnológicas desconhece qualquer limite. Temos a nosso favor todos os frutos desse desenvolvimento. Podemos nos comunicar com pessoas de todas as partes e de diferentes culturas do mundo e ter acesso a qualquer tipo de conhecimento através da internet. Temos uma indústria farmacêutica gigante que alivia nosso sofrimento físico e que promete aliviar também o nosso sofrimento psíquico. Suplementos alimentares garantem um equilíbrio nutricional perfeito para o funcionamento do nosso organismo. As intervenções médicas são cada vez mais especializadas e a busca pela cura de doenças, antes fatais, nos dão esperança do prolongamento da nossa existência.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Agora: um presente » entrevista com Robert Broughton

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Para assistir os vídeos com as 4 partes desta entrevista com Robert Broughton, clique acima no título dessa notícia…

Robert Broughton entrevistado por Renata Reif» por Renata Reif

Quando se aceita o que está acontecendo agora, sem alguma resistência, a forma como vivemos o momento muda dramaticamente. Ao fazer isso, o observador interno é imediatamente invocado e a gente começa a relaxar.

Enquanto assiste a estes ví­deos, como você se sente? Há algum conflito? Feche os olhos por alguns instantes e experimente o que está sentindo agora. Pode ser depressão, ansiedade, raiva, irritação. O que quer que seja, simplesmente permita que assim seja e não brigue contra isso. Meditação é permitir que os pensamentos passem pela mente naturalmente, como as nuvens no céu. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...