Documentário Dominion (2018)

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Dominion (2018)

Dominion (2018)


Dominion (2018) usa drones, câmeras escondidas e portáteis para expor o lado sombrio da moderna agropecuária, questionando a moralidade e a validade do domínio da humanidade sobre o reino animal.

Embora se concentre principalmente em animais usados como alimento, ele também aborda outras maneiras pelas quais os animais são explorados e abusados por seres humanos, incluindo roupas, entretenimento e pesquisa.

Narrado por Joaquin Phoenix, Rooney Mara, Sia, Sadie Sink e Kat Von D.

Co-produzido pelo criador de Terráqueos (Earthlings, 2005), Shaun Monson.

Dirigido por Chris Delforce e Lissy Jayne.

Filmado na Austrália, com uma mensagem global.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Uma “nova” ética para os relacionamentos amorosos

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Escultura erótica em templo hindu medieval em Khajuraho, Índia

Escultura erótica em templo hindu medieval em Khajuraho, Índia

» por Rosana Biondillo

Por ter, como todos vocês que me leem agora, passado por algumas amargas experiências no setor dos relacionamentos amorosos, comecei a prestar mais atenção à minha volta, procurando entender pelo menos um pouco do que andou me acontecendo.

Não sei se entendi, mas minhas observações estão se transformando numa pesquisa informal: observo as atitudes de pessoas que eu conheço, que são somadas aos comentários que ouço e aos desabafos que escuto.

E, pasmem, depois de um tempo fazendo isso, passei alguns meses me sentindo quase um lixo de mulher.

Querem saber por quê?

Porque eu “descobri” uma coisa que já anda acontecendo há séculos, mas que nunca antes me chamou tanto a atenção:

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Bicicleta, ahimsa e a cultura do automóvel

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Ciclista em Mumbai, Índia

Ciclista em Mumbai, Índia


» por Goura Nataraj (Jorge Brand) (1979-)

Uma das mais importantes qualidades de um brahmana, de um yogi, é a capacidade de reconhecer em tudo o que existe, nas mais diversas e distintas manifestações de existência, a unidade de Brahman, o princípio único que subjaz em todos os fenômenos.

Esse olhar singular, este re-conhecimento místico, aparece na Bhagavad Gita sob o termo sama-darshinah – visão equânime. O yogi possui uma visão de igualdade. Na diversidade quase infinita do mundo material, ele vê sempre Brahman, a divindade, a consciência suprema, por trás das formas sempre diferentes, sempre mutantes dos fenômenos.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

O mundo é o jardim de Deus

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Flor de Lótus molhada

Flor de Lótus molhada

» por Swami Divyananda Sarasvati

Deus é um, mas são vários os Seus nomes.
A realidade é uma, mas seus caminhos são diversos.
A Espiritualidade é uma, mas são várias as religiões.
A Humanidade é uma, mas os seres humanos são diversos.

Não pode existir uma religião para o mundo inteiro.
Religiões são como flores de um belo jardim.
Cada flor tem a sua beleza individual,
somando-se à beleza total do jardim.


Deleite-se com a beleza da flor de sua escolha,
deleitando-se com a beleza do jardim.
Não permita que sua escolha imponha-se à dos outros
e nem que seja a causa de coerção e conflito.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...