Benefícios de utkatasana, a postura desigual, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Utkatasana, em desenho por John Scott

Utkatasana, em desenho por John Scott


» por Lino Miele

Este asana ajuda a reduzir a gordura ao redor da cintura e fortalecer os músculos das pernas e das costas.

É muito benéfico para todo tipo de dor nas costas, incluindo problemas de disco, e diz-se que auxilia na recolocação da parte externa fibrosa do disco intervertebral, no caso de haver lesão.

Aumenta a força das costas de forma abrangente e melhora muito o reumatismo.

Para fins terapêuticos, esse asana deveria ser mantido por muito mais do que 5 a 8 respirações, chegando a 10 minutos, podendo ser útil em caso de hérnias e para realinhamento da coluna.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Paschimottanasana nordestino

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

paschimottanasana nordestino, desenho de Maurício Salém» por Tales Nunes

1 – Sentado, com os cambito estirado pra frente, arregaça as banda das nádega pros lado, pregando os ossinho dos quarto no chão.

2 – Puxando o ar pelas venta, estira a espinha pra riba, os ombro vão pra baixo, diminuindo as cava das saboneteira.

3 – Soltando o ar pelas venta, desce a espinha estirada pra frente, segura com os dedo fura bolo e maior de todos o dedão do pé.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Asana: pensando com o corpo

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Pedro Kupfer

Pedro Kupfer em chakorasana © yoga.pro.brA filosofia hindu afirma que na matéria existe consciência e que na consciência existe matéria. O Yoga quer pensar com o corpo: através da experimentação, os yogis da antiguidade descobriram que fazer exercícios físicos de forma ritual traz enormes conseqüências metafísicas. O yogi busca a inteligência que está escondida no corpo, a consciência que está escondida no corpo: esse é o ponto de partida para poder achar a verdadeira identidade.

Esses exercícios se chamam asanas em sânscrito: são um conjunto de técnicas altamente instigantes e desafiadoras, que podem exigir tudo no plano físico, mas que não são um fim em si mesmas. Pode-se dedicar uma vida inteira aos asanas, e nem por isso estará se fazendo Yoga. O que faz a diferença é a atitude que está por trás dos exercícios. E, com a atitude correta, vem uma série de coisas junto: alinhamento, inteligência corporal, respiração consciente, despertar das experiências do corpo sutil, transformação do organismo, num processo que poderíamos chamar de alquimia corporal.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...