Asana: pensando com o corpo

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Pedro Kupfer em chakorasana

Pedro Kupfer em chakorasana

» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

A filosofia hindu afirma que na matéria existe consciência e que na consciência existe matéria. O Yoga quer pensar com o corpo: através da experimentação, os yogis da antiguidade descobriram que fazer exercícios físicos de forma ritual traz enormes conseqüências metafísicas. O yogi busca a inteligência que está escondida no corpo, a consciência que está escondida no corpo: esse é o ponto de partida para poder achar a verdadeira identidade.

Esses exercícios se chamam asanas em sânscrito: são um conjunto de técnicas altamente instigantes e desafiadoras, que podem exigir tudo no plano físico, mas que não são um fim em si mesmas. Pode-se dedicar uma vida inteira aos asanas, e nem por isso estará se fazendo Yoga. O que faz a diferença é a atitude que está por trás dos exercícios. E, com a atitude correta, vem uma série de coisas junto: alinhamento, inteligência corporal, respiração consciente, despertar das experiências do corpo sutil, transformação do organismo, num processo que poderíamos chamar de alquimia corporal.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Como escolher um bom professor de Yoga?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Pedro Kupfer ministrando aula na Formação em Yoga em Mariscal, SC

Pedro Kupfer ministrando aula na Formação em Yoga em Mariscal, SC

» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

Antes de mais nada, é preciso ter claro o que você quer da prática. Os objetivos mudam de pessoa para pessoa. Lembre que existem muitas formas diferentes de Yoga. Você pode querer praticar impelido por uma destas motivações:

1) para melhorar a qualidade de vida ou combater o estresse;
2) para se manter em forma usando um método não convencional;
3) buscando um treinamento físico rigoroso, exigente e energético;
4) para tratamento terapêutico ou por indicação médica;
5) procurando um caminho para o auto-conhecimento e a transcendência.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Benefícios de utthita hasta padangusthasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Utthita hasta padangusthasana, em desenho por John Scott

Utthita hasta padangusthasana, em desenho por John Scott


» por Lino Miele

Este asana, utthita hasta padangusthasana (postura do polegar no pé com a mão estendida), fortalece os músculos das pernas e aumenta a sua flexibilidade.

Tonifica e purifica os rins.

Alivia a prisão de ventre e torna as articulações dos quadris flexíveis.

Estimula os três nós (granthis traya) localizados na base do sushumna nadi, no interior dos diminutos ossos do cóccix.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Benefícios de parshvottanasana, a postura de alongamento lateral, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Parshvottanasana, em desenho por John Scott

Parshvottanasana, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

Este asana, parshvottanasana (postura de alongamento lateral), reduz o excesso de gordura na cintura e nas pernas.

Fortalece e tonifica os músculos das pernas.

Ajuda a remover obstruções mucosas do aparelho respiratório.

É fundamental para a flexibilidade e o tônus do corpo e para a purificação dos órgãos digestivos.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...