Benefícios de virabhadrasana, a postura do guerreiro, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Virabhadrasana, em desenho por John Scott

Virabhadrasana, em desenho por John Scott


» por Lino Miele

A prática de virabhadrasana, a postura do guerreiro, pode ajudar a aliviar dores relacionadas a condições reumáticas.

O reumatismo começa nos joelhos, passando para os cotovelos, depois para as mãos, e evolui para a cervical, podendo levar à fusão das vértebras cervicais.

Essa postura ativa o 5º chakra (vishuddha chakra) e o próprio pescoço beneficia-se diretamente da prática de virabhadrasana.

Os músculos do pescoço são fortalecidos e pode haver uma melhora da audição.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Hatha Yoga e vertigem

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Cristiano em variação de parivrtta hasta padangusthasana, uma postura de equiíbrio com torção, na sala de Yoga do Ar+Zen » foto por Ana Lorena Magalhães

Cristiano em variação de parivrtta hasta padangusthasana, uma postura de equiíbrio com torção, na sala de Yoga do Ar+Zen » foto por Ana Lorena Magalhães

» por Dr. Luí­s Mário Duarte

É muito comum encontrarmos alunos que advertem aos seus professores de Hatha Yoga que sofrem de “labirintite”, querendo dizer, na verdade, que sofrem de vertigem.

A vertigem é o sintoma cardinal de uma doença vestibular (sistema responsável pelo equilí­brio do corpo). A vertigem é a sensação de movimento quando este não existe ou uma sensação exagerada de movimento em resposta a um dado movimento do corpo. Vertigem não é apenas uma sensação de rodopio ou giro, mas também uma sensação de movimento pendular lateral ou queda para frente ou para trás, ou ainda de que o chão está rodando abaixo dos pés. A vertigem deve ser distinguida do desequilí­brio, da sensação de leveza da cabeça e da sí­ncope (perda abrupta da consciência seguida de queda). A vertigem pode resultar de uma vestibulopatia periférica ou central.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...