Yamas e Niyamas, a ética do Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sri Krishna e os cinco irmãos Pandavas, personagens do épico indiano Mahabharata

Sri Krishna e os cinco irmãos Pandavas, personagens do épico indiano Mahabharata

» síntese por Cristiano Bezerra

Quando o yogi se torna qualificado, através da prática da disciplina ética, por abster-se de ações ilícitas (yama) e da auto-superação (niyama), pode (então) começar a prática de asanas e das outras técnicas.
Yoga Bhasya Varana, II:29

Se você não tiver tempo ou disposição para agir conforme a ética do Yoga, tampouco terá tempo nem atitude para praticá-lo. Yama e niyama são os dois primeiros passos da caminhada, condição indispensável para que a prática dê resultados concretos.
Pedro Kupfer

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga não é ginástica e ginástica não é Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Professor Hermógenes em badhapadmasana na década de 1960

Professor Hermógenes em badhapadmasana na década de 1960

» por José Hermógenes (1921-)

Desde seu lançamento, em 1960, meu livro Autoperfeição com Hatha Yoga exibe, na página 421, o cabeçalho: Hatha Yoga, uma ginástica…. Estaria eu me contradizendo? Se o leitor passar quatro páginas, vai ler outro cabeçalho: …diferente da ginástica ocidental. Se alguém citar somente a página 42, pretendendo provar que eu afirmo ser o Hatha Yoga uma ginástica, estará sofismando, pois quando se faz uma citação de um texto fora do contexto é por mero pretexto. Das páginas 46 a 48 explico bem as diferenças que não permitem tornar o Hatha Yoga como uma ginástica entre outras.

Veja MAIS »

  1. Da 47ª edição, de 2007 (nota do Editor). []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...

O agora tem um poder indescrití­vel » entrevista com Robert Broughton

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Robert Broughton» por Rose Mary Bezerra

Não existe nada de errado em sofrer. É através do sofrer que cada um se volta e olha para dentro de si. O estado natural do sersatisfação, contentamento, bem-estar e paz – está sempre com cada um, na presença de cada momento. O esquecimento disso nos retira do agora. Foi o que descobriu o australiano Robert Broughton, músico que largou o rock para trilhar um caminho espiritual, virou vendedor e descobriu o poder de estar presente. Ele esteve em Fortaleza nos dias 5 a 7 de dezembro de 2008 ministrando o workshop O Poder Além da Mente. Leia aqui a entrevista concedida ao suplemento Viva do jornal Diário do Nordeste por e-mail.

Rose – Poderia nos esclarecer por que o agora tem tanto poder?

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...