Yamas e Niyamas, a ética do Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sri Krishna e os cinco irmãos Pandavas, personagens do épico indiano Mahabharata

Sri Krishna e os cinco irmãos Pandavas, personagens do épico indiano Mahabharata

» síntese por Cristiano Bezerra (1971-)

Quando o yogi se torna qualificado, através da prática da disciplina ética, por abster-se de ações ilícitas (yama) e da auto superação (niyama), pode (então) começar a prática de asanas e das outras técnicas.
Yoga Bhasya Varana, II:29

Se você não tiver tempo ou disposição para agir conforme a ética do Yoga, tampouco terá tempo nem atitude para praticá-lo. Yama e niyama são os dois primeiros passos da caminhada, condição indispensável para que a prática dê resultados concretos.
Pedro Kupfer

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Meditando sobre os chakras

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Os chakras e o corpo denso

Os chakras e o corpo denso


» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

O Yoga vê o homem como um reflexo do macrocosmos. A energia criadora que engendra o Universo manifesta-se no homem, que não está separado nem é diferente dela. O nome dessa energia é kundalini. A nossa consciência individual é apenas uma das suas dimensões, pois energia e consciência não são coisas separadas. A ciência concorda com o Yoga em que o universo é um verdadeiro mar de energia. Eles diferem, entretanto, quanto ao significado dessa constatação. O Yoga diz que ela possui implicações pessoais profundas. Se a matéria é de fato vibração, então o corpo humano, que faz parte do mundo material, também está feito de energia. Consciência e energia estão intimamente ligadas, sendo dois aspectos da mesma realidade.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Castigos e prêmios

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

A roda do Samsara, simbolizando a inevitável alternância dos opostos da existência

A roda do Samsara, simbolizando a inevitável alternância dos opostos da existência


» por Professor Hermógenes (1921-2015)

É próprio do ser humano considerado social e psicologicamente “normal” agir em proveito próprio, no interesse do “eu” e dos “meus”. Há sempre nele uma indagação engatilhada – “quanto é que eu levo nisso?”.

Motivação é o termo técnico com que os psicólogos nomeiam “um conjunto de fatores, intrínsecos e extrínsecos (instintos, necessidades, impulsos, apetências, homeostase, libido e outras variáveis intervenientes) que determina a atividade persistente e dirigida para uma finalidade ou recompensa. Entre o fator variável e a finalidade (ou recompensa) situa-se o comportamento que a ela conduz…“.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sankalpa, a intenção

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoganidra em aula do Prof. Cristiano Bezerra no Espaço Respire em 17 de janeiro de 2015. Foto por Cristiano Bezerra

Yoganidra em aula do Prof. Cristiano Bezerra no Espaço Respire em 17 de janeiro de 2015. Foto por Cristiano Bezerra

» por Karin Heuser Wolff

O propósito (sankalpa) é aquilo que se pretende fazer ou conseguir. É uma intenção dirigida, mas também uma resolução. O propósito produz foco e direção para aquilo que queremos, e ajuda na concentração.

O sankalpa é uma ótima ferramenta para formarmos samskaras positivos, substituindo os negativos, pois com o desenvolvimento das qualidades opostas um elemento indesejável desaparece.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...