A história do Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Selo com um yogin em siddhasana cercado de animais

Selo com um yogin em siddhasana cercado de animais

» por Maurício Wolff

Curioso por natureza e cético por experiência, o praticante de Yoga deve ter se perguntado, em algum momento dos seus estudos, qual é a idade do Yoga e da prática escolhida.

Para essa pergunta, como para quase todas, existem várias possíveis respostas. A primeira e mais óbvia é procurar as origens históricas da linhagem, método ou Yoga em si. E aí começa a aventura.

A tradição na Índia faz com que o estudante reconheça a origem do seu conhecimento adquirido no seu professor, quer ele mantenha os ensinamentos exatamente como aprendeu ou tenha desenvolvido o que foi aprendido.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Meditando sobre os chakras

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Os chakras e o corpo denso

Os chakras e o corpo denso


» por Pedro Kupfer (1966-), do yoga.pro.br

O Yoga vê o homem como um reflexo do macrocosmos. A energia criadora que engendra o Universo manifesta-se no homem, que não está separado nem é diferente dela. O nome dessa energia é kundalini. A nossa consciência individual é apenas uma das suas dimensões, pois energia e consciência não são coisas separadas. A ciência concorda com o Yoga em que o universo é um verdadeiro mar de energia. Eles diferem, entretanto, quanto ao significado dessa constatação. O Yoga diz que ela possui implicações pessoais profundas. Se a matéria é de fato vibração, então o corpo humano, que faz parte do mundo material, também está feito de energia. Consciência e energia estão intimamente ligadas, sendo dois aspectos da mesma realidade.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Introdução do livro Mergulho na Paz

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Capa do livro Mergulho na Paz» por José Hermógenes (1921-)

Sei muito bem do drama dos pássaros,
a disputar audiência
com os grandes ruí­dos do tráfego.

Agradecimento

As primeiras edições foram êxito de livraria. Foram consumidas. A sociedade de consumo aprovou-as! Como pode ter acontecido, se não fiz concessões, não adocei a pí­lula e fiz frontal e claramente as contestações que supus necessárias?!

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Prefácio do livro Guia de Meditação

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Professor Hermógenes (1921-2015) em 1999

Professor Hermógenes (1921-2015) em 1999

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Difícil é para mim comentar o Guia de Meditação, do prof. Pedro Kupfer. Sinto-me um pai a dar opinião sobre um trabalho de um filho amoroso e amado. Ele se esmera em tudo o que faz, e faz muitas coisas admiráveis. Sinto-me um pai espiritual. Ele me adotou. Me chama de Pitaji, que em sânscrito significa pai querido. Prefaciar mais um livro de um filho não me constrange, pois o que direi é pura verdade, reconhecida pelos muitos que vêm estudando suas obras.

Além de brilhar na literatura científica do Yoga, Pedro se destaca também nos esportes. Algumas vezes, bancando lagartixa atlética, usando somente os músculos e as unhas, escalando o Pão de Açúcar e outras montanhas altíssimas em outros países. Também é hábil surfista. É um exemplar professor de Yoga. Pratica os asanas mais desafiadores com uma perfeição que causa inveja ao contorcionista do circo chinês. Organiza e dirige, com excepcional eficiência, aulas, conferências, cursos, seminários e encontros nacionais de Yoga.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...