Entrevista com Daniel Rabelo Gomes para o DN Viva

Compartilhe esse conteúdo com alguém...
0 Flares 0 Flares ×

DN VivaDaniel Rabelo em virabhadrasasana III no Chile - foto por Huan Gomes

DN Viva – O que é o Hatha Yoga? O que o difere dos outros tipos?

Daniel – O Hatha Yoga é uma escola oriunda da época medieval, cujo o objetivo supremo é idêntico ao de todas as formas autênticas de Yoga: transcender a consciência egóica. Entretanto, a prática da Hatha Yoga gira especialmente em torno do desenvolvimento do potencial do corpo, para que este seja capaz de suportar a força e o peso da realização transcendente.

No decorrer de muitos séculos de evolução dessa prática, principalmente quando esta foi trazida para o Ocidente, desenvolveu-se um objetivo mais vinculado à saúde e ao bem-estar corporal, que hoje é conhecido pela nomenclatura de Yogaterapia, seja ela fí­sica ou mental.

Todas os outros tipos de Yoga que trabalham o corpo são na realidade variações do Hatha Yoga, desenvolvidos por algum mestre ou professor, como, por exemplo, Iyengar Yoga, desenvolvido pelo grande mestre de Yoga indiano B.K.S. Iyengar, Ashtanga Vinyasa Yoga, desenvolvido por outro mestre de Hatha Yoga, Pattabhi Jois, Sattva Yoga, desenvolvida pelo mestre chileno Gustavo Ponce, e assim por diante.

DN Viva – De que forma o Yoga trabalha na estabilização da coluna vertebral?

Daniel Rabelo ministrando palestra no Canal Om (Chile), em janeiro de 2008 - foto por Laura PackerDaniel – A coluna vertebral tem que realizar duas tarefas primárias, que, de um ponto de vista mecânico, parecem diametralmente opostas. De um lado, a coluna deve ser flexí­vel para que possamos realizar toda a gama de movimentos que nos são exigidos no dia a dia sem dificuldades. Do outro, ela deve ser forte e rí­gida, especialmente quando sob carga, para manter as relações anatômicas e proteger os elementos neurais. A capacidade de desenvolver essas duas funções sem comprometimento das estruturas vertebrais é a essência da estabilidade. Para que isso ocorra, é necessário a perfeita coordenação e integração dos sistemas neural, osteoligamentoso e muscular. Qualquer desequilí­brio em um desses sistemas resultará em uma estabilização vertebral deficiente.

O estilo de vida sedentário e a adoção de más posturas no dia a dia provocam alterações nesses sistemas, comprometendo a estabilidade vertebral e deixando as estruturas vertebrais mais suscetí­veis í  dor, fadiga, degenerações e traumas. Estima-se que 80% da população das sociedades industrializadas sofre ou sofrerá de dor lombar em algum momento de suas vidas.

Daniel Rabelo Gomes ajustando sua aluna Maria CamilaEstudos recentes demonstraram que, após um primeiro episódio de dor lombar, os músculos profundos estabilizadores da coluna encontram-se atrofiados. Sua recuperação não ocorre espontaneamente após a remissão dos sintomas dolorosos, necessitando assim de um programa de reabilitação adequado, visando recuperar a importante função estabilizadora desses músculos.

A prática de Hatha Yoga supervisionada e adaptada para as necessidades especí­ficas desses praticantes é uma alternativa segura e eficiente na prevenção e reabilitação da dor lombar. Sua prática possui efeito positivo no fortalecimento dos músculos estabilizadores, na correção dos desequilí­brios posturais e na restauração da mobilidade vertebral, através de pelo menos três de seus componentes: asanas (posturas fí­sicas); pranayamas (exercí­cios respiratórios) e bandhas (contração do assoalho pélvico e da musculatura do baixo abdômen).

DN Viva – É comum esse tipo de tratamento?

Daniel Rabelo em bakasana no Chile - foto por Huan GomesDaniel – A utilização de exercí­cios de estabilização dinâmica, de natureza postural, com o objetivo de utilizar o sistema muscular local para estabilização vertebral no tratamento da dor lombar aguda, crônica e recorrente, é uma tendência recente. Até pouco tempo atrás, o tratamento convencional recomendava apenas medicação e repouso. Hoje, sabe-se que apenas isso não é suficiente. Faz-se necessário, após uma crise, recondicionar a musculatura estabilizadora da coluna, visto que essa sofre alterações degenerativas com o processo da dor e do repouso. Além disso, a grande maioria dos casos de dor lombar é de origem postural, e um programa de reeducação postural é extremamente importante para evitar as recidivas. Essa nova visão, além de diminuir os custos com medicamentos e intervenções cirúrgicas, tem demonstrado resultados superiores quando comparados com as abordagens convencionais.

DN Viva – Qualquer pessoa pode praticá-la ou existem casos especí­ficos?

Daniel – Sim, essa prática não é destinada apenas a aqueles que sofrem de males na coluna, mas a todas as pessoas que desejam uma atividade que trabalhe o corpo, a respiração, a concentração e o relaxamento das tensões musculares.

DN Viva – Geralmente, qual é o perfil das pessoas que procuram o Yoga para a estabilização da coluna vertebral?

Maria Camila em salamba sarvangasanaDaniel – Em geral esse método é preferido por aquelas pessoas que desejam trabalhar o corpo com uma atitude consciente; para os que sofrem de dores na coluna e para aqueles que desejam encontrar-se com sua verdadeira natureza, e entrar em um estado de equilí­brio.

DN Viva – Quais são as vantagens do Yoga para a estabilização da coluna vertebral?

Daniel – A grande vantagem é que o Yoga é um método holí­stico que trabalha o ser humano em diversas esferas. Além de trabalhar com perfeição todos os aspectos relacionados í  boa postura e í  estabilização vertebral, o Yoga atua nos campos energéticos, emocionais e mentais, os quais indiretamente influenciam na postura corporal.

DN Viva – Fale um pouco sobre o curso que ministrará. Quais são seus objetivos?

Daniel – Trata-se de um curso teórico e prático no qual serão abordados os fundamentos básicos para utilizar as ferramentas do Hatha Yoga a favor da coluna vertebral. Toda a prática se centra no alongamento das principais cadeias musculares do corpo, na abertura do quadril, e no fortalecimento dos músculos estabilizadores da coluna vertebral, tornando-a ideal para aliviar, prevenir e corrigir distúrbios da coluna.

O curso também contará com uma palestra aberta ao público na sexta-feira, dia 22 de agosto, sobre o tema Yoga na estabilização da coluna vertebral, em que convido a todos os interessados a comparecer.

DN Viva – Que conteúdos serão trabalhados durante o curso?

Daniel Rabelo ministrando palestra no Canal Om (Chile), em janeiro de 2008 - foto por Laura Packer

  • Yoga antigo x Yoga contemporâneo
  • Aquisição da postura ereta
  • Definindo postura e asana
  • Fatores que influenciam a postura corporal: neurofisiológicos, psico-sociais e biomecânicos
  • A coluna vertebral e seus papeis ambí­guos de mobilidade e sustentação
  • A articulação do quadril e sua implicação na coluna vertebral
  • Definindo estabilidade vertebral
  • Caracterí­sticas adaptativas do tecido muscular: músculos da dinâmica (movimentadores) e da estática (posturais)
  • Cadeias musculares
  • Hábitos posturais e sua influência na postura corporal
  • Postura na infância e adolescência – construindo a postura corporal
  • Daniel Rabelo ministrando palestra no Canal Om (Chile), em janeiro de 2008 - foto por Laura Packer

  • A postura no trabalho
  • Análise da postura sentada e suas implicações na coluna vertebral
  • Principais alterações na coluna vertebral
  • Os princí­pios de um bom programa de reeducação postural
  • Yoga na reeducação postural
  • ãsanas que trabalham as cadeias anterior, lateral e posterior
  • ãsanas que trabalham a propriocepção
  • ãsanas que promovem a estabilização vertebral
  • Pranayamas, bandhas e kriyas e suas aplicações na estabilização vertebral
  • A importância da avaliação funcional
  • Desenvolvendo um modelo de avaliação funcional

DN Viva – É a primeira vez que acontece aqui em Fortaleza?

Daniel – Sim, em Fortaleza é a primeira vez. Apresentei esse tema no Curso Internacional de Formação em Sattva Yoga no Chile, em janeiro desse ano, e espero ter a oportunidade de levar esse mesmo tema para outras regiões do Brasil.

DN Viva – Mesmo quem nunca fez atividades fí­sicas e sofre com dores crônicas na coluna, pode praticar o Yoga?

Daniel – Sim, contanto que seja acompanhado por um professor de Yoga que entenda sobre o tema, pois apenas um profissional qualificado saberá dosar a intensidade, a frequência, o volume e quais posturas serão mais adequadas para cada caso, já que não existe “receita de bolo” quando se fala em saúde, principalmente quando se trabalha com alunos que apresentam alguma restrição fí­sica, lembrando que mesmo um profissional preparado nunca trabalha sozinho. É de fundamental importância dialogar com médicos e fisioterapeutas que estejam acompanhando cada caso.


DN Viva

Entrevista concedida í  jornalista Ana Cecí­lia Soares, do suplemento Viva do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, CE, no dia 4 de agosto de 2008, segunda-feira, para a matéria Yoga alinha a coluna, publicada na página 5 da edição do dia 10 de agosto de 2008, domingo, desse caderno.

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *