Asana, dor e alinhamento

Compartilhe esse conteúdo com alguém...
Cristiano Bezerra em preparatório do janusirshasasana » foto por Ana Lorena Magalhães

Cristiano Bezerra em preparatório do janusirshasasana » foto por Ana Lorena Magalhães

» por Pedro Kupfer

Há dois tipos de dor que você pode sentir numa prática de asana: uma positiva e outra negativa. A dor positiva é aquela que você sente nos músculos, e que é sinal de que está trabalhando e mexendo nas estruturas físicas, dando a si mesmo um novo corpo. A dor negativa é a que você sente nas juntas, no interior das articulações, e que significa que você está forçando demasiado, fazendo os exercícios sem alinhamento ou praticando sem atenção ou sem a atitude mental correta. Se você tiver um corpo extremadamente flexível, precisa redobrar esses cuidados. Uma opção é trabalhar dentro da margem de segurança, evitando quaisquer exageros (recomendada para pessoas muito flexíveis). A outra, igualmente válida, seria trabalhar no limiar, no ponto onde o prazer se transforma em dor (mais adequada para pessoas não tão flexíveis assim). Nesse último caso, se pede atenção redobrada para evitar acidentes.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Vida de Yoga, Vedanta e Surf » entrevista com Pedro Kupfer

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Pedro Kupfer surfando
Cadernos de Yoga: Você praticou diferentes linhas de Hatha Yoga. Como se deu o processo de tirar o foco da prática do corpo para o estudo de Vedanta?

Pedro Kupfer: A bem da verdade, não tirei o foco da prática corpórea, pois nunca deixei de praticar Hatha Yoga. O que mudou foi a minha relação com essa prática. Antes, acreditava que se fosse um bom menino e praticasse todos os asanas, pranayamas e meditações, o samadhi iria acontecer em algum momento, como por arte de mágica. Evidentemente, depois de mais de 10 anos praticando intensamente e esperando o tão ansiado momento, vi que esse caminho não iria me levar a lugar algum.

A inquietude que não cessava, a vontade de compreender o porquê desse aparente fracasso e a inquebrantável confiança que sempre senti pelo Yoga, me levaram a buscar outras soluções. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Tantra + Vedanta = Hatha Yoga?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Shiva e Parvati
» por Pedro Kupfer

Com frequência, estamos acostumados a ver o Vedanta e o Tantra como ensinamentos conflitantes e mutuamente excludentes. O que não paramos para pensar é que essas duas escolas possam ter muito mais em comum do que imaginamos.

Ainda, para além dos pontos em comum que possamos encontrar entre ambas escolas, tampouco imaginamos, desde a nossa perspectiva limitada pelas etiquetas que em tudo colocamos, que alguém possa ter feito uma síntese entre essas duas grandes vias de conhecimento. E, pior ainda para nós, que essa síntese atenda pelo nome de Hatha Yoga!

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...