Introdução do livro O Presente

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Capa do livro O Presente

Capa do livro O Presente

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Mestre,

Antes, em nossa casa-paraíso, na Tua presença, nada nos faltava e nos inebriávamos com Tua luz, Tua paz, Teu poder, e nos sentíamos totalmente libertos, desfrutávamos a doçura da saúde plena e da bem-aventurança. Depois, seduzidos pela magia do mundo, partimos para um aventureiro auto-desterro, e, com isso, fomos tomados pela penúria espiritual, pelo vazio, pelo tédio, pela neurose, pelo pavor… Por conta própria, deixamos de ser Teus príncipes e, passado algum tempo, nos vimos “passando fome em país distante”, alimentando os porcos de um mau patrão.

Compadecido de nossa miséria total, Te fizeste carne para, habitando entre nós, resgatar todos de nós que aceitassem Teu convite e Teu braço misericordioso para retornar ao Lar.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Roviralta Borrel e a Bhagavad Gita

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Arjuna e Krishna» por Edmundo Cardillo

Teósofo, médico, sociólogo e mestre de fitologia, o espanhol José Roviralta Borrel (1856-1926) foi um veterano dos estudos esotéricos, um dos cabeças do movimento teosófico, tendo sido, juntamente com Xifre e Montolin, o fundador da Sociedade Teosófica da Espanha, no ano de 1889.

Profundo conhecedor da lí­ngua alemã, traduziu em prosa, para o seu idioma, o Fausto, de Goethe, considerado até hoje como um trabalho de grande envergadura e a melhor tradução que existe para o castelhano.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Descondicione-se!

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga para Nervosos
» por José Hermógenes (1921-)

Foi um daqueles que se afastaram sem se despedir. Conseguira compensadoras melhoras imediatas. Teve a “melhora inicial” a que me referi1. Apesar de responsável por uma grande clientela, não obstante seus conhecimentos científicos, não conseguia tratar de si mesmo. Precisou do Yoga e o Yoga o atendeu. Como se fora sem dizer as razões, aceitei a hipótese de que se afastara exatamente porque melhorara, o que, inconscientemente, ele teria desejado que não acontecesse.

Hipótese errada. Seu afastamento não fora causado por isso, mas sim por outro motivo não menos imaturo. Recentemente, vim a saber.

Um amigo perguntou-lhe um dia desses: Por que trocou o prof. Hermógenes por este outro?

Veja MAIS »

  1. Na página 73 da 35ª edição, de 2001, do livro Yoga para Nervosos []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...