O controle das palavras

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Mira Alfassa (1878 - 1973), A Mãe

Mira Alfassa (1878 – 1973), A Mãe

» por Mira Alfassa, A Mãe (1878 – 1973)

Na Terra, o homem é o primeiro animal capaz de servir-se de sons articulados. Ele é muito orgulhoso disso. Aliás, se utiliza dessa capacidade sem medida nem discernimento. O mundo está ensurdecido pelo ruído de suas palavras, mas às vezes se é tentado a lastimar o silêncio harmonioso do reino vegetal.

O constante zumbido das palavras parece o acompanhamento indispensável das tarefas cotidianas. No entanto, logo que se procura reduzir o ruído ao mínimo, percebe-se que muitas coisas são feitas melhor e mais rápido no silêncio, e que isso ajuda a manter a paz interior e a concentração.

Se você não é sozinho e vive com outros, adquira o hábito de não se exteriorizar constantemente em palavras pronunciadas em voz alta, e você perceberá que, pouco a pouco, uma compreensão interior se estabelece entre você e os outros; poderá então intercomunicar-se reduzindo as palavras ao mínimo, ou mesmo em palavra alguma.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Se…

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Professor Hermógenes (1921-2015) caminhando. Foto por Marcelo Buainain em 2005.

Professor Hermógenes (1921-2015) caminhando. Foto por Marcelo Buainain em 2005.

» por Professor Hermógenes (09/03/1921 – 13/03/2015)

Se, ao final desta existência,
alguma ansiedade me restar
e conseguir me perturbar;
se eu me debater aflito
no conflito, na discórdia…

Se ainda ocultar verdades
para ocultar-me,
para ofuscar-me com fantasias por mim criadas…

Se restar abatimento e revolta
pelo que não consegui
possuir, fazer, dizer e mesmo ser…
Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Aqui e agora » Robert Broughton fala sobre a consciência do momento presente

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Renata Reif

Robert BroughtonAssim que a entrevista começou, senti que havia algo no ar, que era possível identificar, porém difí­cil de codificar. A sí­ntese de seus ensinamentos é simples.

Meditação é permitir que os pensamentos passem pela mente naturalmente, como as nuvens no céu. Para conseguir esse controle, escolha um lugar que você possa ficar 15 minutos parado. Silêncio absoluto não é necessário, mas opte pelo mais quieto e tranquilo que conseguir. Sente em uma posição que garante que você não vai sentir desconforto, mas sempre alerta. Deitar não é recomendado porque é mais fácil de adormecer. Mantenha espinha ereta. As costas podem ficar apoiadas numa cadeira, ou contra a parede. Mas é sempre preferível manter a postura sem apoio.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...