Ashtanga Vinyasa Yoga, primeira série: nomenclatura dos asanas

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Asanas da primeira série do Ashtanga Vinyasa Yoga

Asanas da primeira série do Ashtanga Vinyasa Yoga

» pelo Staff do yoga.pro.br

Saudações ao Sol

Surya namaskar: Surya = Sol, namaskar = saudação; saudação ao Sol

Dentro dos surya namaskar A e B há as seguintes posturas:

Samasthitih: sama = igual, sthitih = ficar firmemente ereto; postura equilibrada e estável

Uttanasana: uttana = alongamento intenso; postura de alongamento intenso posterior (para a frente)

Chaturanga dandasana: chatur = quatro, anga = membros, danda = bastão; postura do bastão com apoio em quatro membros

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Suapralascar: a Saudação ao Sol nordestina

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Ashtangi nordestino, em desenho de Maurício Salém

Ashtangi nordestino, em desenho de Maurício Salém

» por Tales Nunes

Suapralascar do As-tanga Virilhasa Yoga1: módi que o cabra sua até a alma!

As-tanga Virilhasa, módi que tem uns cabra lá na Índia que usa aquelas tanga de pano, que parece fraldão, pra praticá, aquele pano relando nas virilha. Pense numa assadura!

Veja MAIS »

  1. Versão nordestina da Saudação ao Sol do Ashtanga Vinyasa Yoga. []
Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Bandhas no Ashtanga Vinyasa Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Śri Tirumalai Krsnamacharya (1888-1989)
por Cathia Karin Heuser

Bandhas são fechos que evitam a dispersão da energia e ao mesmo tempo conduzem-na para alguma região especí­fica.

Os três mais importantes são: jalandhara bandha, uddiyana bandha e mula bandha. Jalandhara bandha envolve o pescoço, elevar a espinha e deixar toda a coluna ereta. Uddiyana bandha localiza-se na na área entre o diafragma e o chão pélvico. Mula bandha envolve a área entre o abdômen e o chão pélvico.

Os três bandhas podem ser aplicados ou sentidos tanto na inspiração quanto na expiração. Em ambos os casos, o movimento da energia é ascendente (na coluna), transformando o movimento rotineiro apânico (descendente).

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...