Benefícios de paschimottanasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Paschimottanasana, em desenho por John Scott

Paschimottanasana, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

É de suma importância controlar mula bandha e uddiyana bandha ao se praticar paschimottanasana, a postura de alongamento das costas voltadas para o poente. Nas flexões extremas, o ar penetra os pulmões com alguma força. Quando os dois orifícios (um no ânus e o outro na saída do trato urinário) são mantidos fechados como em mula bandha, o ar é capaz de estimular o sushumna nadi. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Benefícios de kukkutasana, a postura do galo, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Kukkutasana, a postura do galo, em desenho por John Scott

Kukkutasana, a postura do galo, em desenho por John Scott


» por Lino Miele

Ao praticar este asana, mula bandha e uddiyana bandha deverão ser afrouxados.

O reto (guda nala) deverá ser relaxado, para realizar a prática de nauli.

Nauli é o movimento dos músculos do reto abdominal, primeiro na direção circular do sentido horário e em seguida na direção contrária, com os pulmões vazios.

Isso cura a prisão de ventre (malabaddata).

Além disso, a postura alivia problemas de urina e limpa a uretra.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Kumbhaka bandha pranayama

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Pedro Kupfer

Adrian Vilas Bôas praticando pranayamaA palavra kumbha ou kumbhaka significa cântaro. Kumbhaka bandha é a respiração completa, com ritmo e contrações. É um dos exercí­cios mais importantes do Yoga, tendo uma forte atuação nos órgãos internos, glândulas endócrinas e plexos nervosos. O mais importante desta técnica, porém, não está em seu efeito fisiológico, senão no plano sutil, no estímulo produzido no corpo energético. Proporciona o bhuta shuddhi, a purificação dos elementos corporais, considerada condição sine qua non para o despertar da kundalini.

Sentado em atitude receptiva, mantenha a coluna vertebral ereta, visualizando-a como se fosse uma quantidade de moedas empilhadas cuidadosamente umas sobre as outras. Deixe as mãos em jñana mudra, unindo os polegares e indicadores.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...