Hatha Yoga, uma ginástica…

Professor Hermógenes em padmasirshasana na década de 1960

Professor Hermógenes em padmasirshasana na década de 1960

» por José Hermógenes (1921-)

Praticar ginástica é cada dia mais necessário, principalmente àqueles que vivem numa grande cidade, desempenhando ocupações sedentárias. As pessoas vivem em regime de sobrecarga para a mente, provocada por preocupações e problemas de toda espécie, desde a falta de empregadas domésticas até a iminência de um conflito nuclear, desde a dificuldade de transporte até a alta incessante do custo de vida… Por outro lado, há também a sobrecarga para o pobre organismo (nervos, músculos…), porque é preciso trabalhar em mais de um emprego a fim de não sucumbir às condições aflitivas do orçamento. O excessivo desgaste físico e mental conduz o homem a encher a casa de quinquilharias que a técnica fabrica para dar-lhe mais comodidade à vida, e também o leva a correr à caça de múltiplos divertimentos excitantes. As ocupações rotineiras e sedentárias o fadigam. A efervescência político-social o neurotiza. As comodidades o amolecem. Os divertimentos quase sempre o fatigam. Raramente consegue o homem moderno repousar e recuperar-se. Isso é coisa que somente durante as férias anuais poucos conseguem.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

O Yama e Niyama do Yoga Sutra de Patañjali, livro de Matthew Vollmer

O Yama e Niyama do Yoga Sutra de Patañjali
O Yama e Niyama do Yoga Sutra de Patañjali,
de Matthew Vollmer (traduzido por Lucia Ehlers) – R$ 15,00
ESGOTADO!

“Não temos que aprender a filosofia do Yoga, porque não é necessário conhecer teoria alguma para que o Yoga opere o seu efeito mágico em nós. Se praticarmos tão somente, nos tornaremos conscientes de que ele encerra mais do que meros movimentos fí­sicos. Sentiremos crescente bem-estar e sensação de presença que deriva da nossa prática, independentemente do nosso conhecimento teórico.

Acredito que não deverí­amos nos envolver na teoria, porque teoria não passa de teoria, e é somente através da experiência que realmente aprendemos e mudamos. Meu mestre, Sri K. Pattabhi Jois, é famoso por dizer que Ashtanga Yoga é “um porcento teoria e noventa e nove porcento prática”. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Yoga e liberdade

yogi em garbha pindasana» por Tales Nunes

Liberdade não é fazer o que se quer,
mas simplesmente contentar-se com o que se é.”
(Tales Nunes)

Qual, afinal, é o objetivo do Yoga? Para que fazermos tantas ações e criarmos uma disciplina de prática de Yoga? Parto do princípio de que o objetivo de praticarmos Yoga é alcançarmos a liberdade. Mas, se buscamos alcançar a liberdade, é porque não somos livres. Então, o que nos aprisiona?

O mundo, a realidade, é como é. Nós imprimimos sobre ele valores, desejos e expectativas, a tal ponto de podermos dizer que existe um mundo em cada mente humana. Há uma maneira de ver e de interpretar o mundo em cada pessoa.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...