Chakras, centros de desenvolvimento psicoespiritual

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por Rosana Biondillo

No Yoga, de forma geral, há um sistema que descreve os estágios do desenvolvimento psicoespiritual do ser como sendo formado por sete centros, denominados chakras (em sânscrito, “rodas”). Esses centros são também conhecidos como padmas (em sânscrito, “lótus”).

Esses sete centros psicoespirituais estão distribuídos ao longo da coluna vertebral, desde sua base e até o topo da cabeça. Devido à sua forma circular e espiralada ao redor da coluna, sua representação é a de uma serpente que jaz adormecida no último chakra, que se inicia na base da coluna, esperando o momento de ser despertada para iniciar sua escalada rumo ao topo da cabeça (que alguns textos dizem não ser exatamente um chakra, por ser aberto e/ou vazado na parte superior). Por esse motivo, ela é chamada de Kundalini, a “enrolada”. Enquanto “dorme” no último dos sete centros do corpo, ela deixa os outros seis desativados. Portanto, o objetivo das técnicas de Yoga é fazer despertar a serpente, fazer com que ela erga sua cabeça e comece sua ascensão.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Benefícios de paschimottanasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Paschimottanasana, em desenho por John Scott

Paschimottanasana, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

É de suma importância controlar mula bandha e uddiyana bandha ao se praticar paschimottanasana, a postura de alongamento das costas voltadas para o poente. Nas flexões extremas, o ar penetra os pulmões com alguma força. Quando os dois orifícios (um no ânus e o outro na saída do trato urinário) são mantidos fechados como em mula bandha, o ar é capaz de estimular o sushumna nadi. Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Benefícios de prasarita padottanasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Prasarita padottanasana D, em desenho por John Scott

Prasarita padottanasana D, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

Este grupo de asanas, prasarita padottanasana (postura de alongamento com os pés separados) A, B, C e D, reduz o acúmulo de depósitos de gordura ao redor da cintura e aumenta e tonifica os músculos das pernas e das costas.

Os órgãos situados abaixo do umbigo (madra) são purificados, e quando a cabeça se inclina para baixo da cintura dessa maneira, o fogo interno (agni) purifica eficazmente os intestinos e o reto/ânus.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Benefícios de padangusthasana e pada hastasana, segundo Lino Miele

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Padangusthasana e pada hastasana, em desenho por John Scott

Padangusthasana e pada hastasana, em desenho por John Scott

» por Lino Miele

Estes dois asanas (padangusthasana, postura do polegar no pé, e pada hastasana, postura da mão no pé) têm um papel importante para o início do processo de purificação.

Reduzem o acúmulo de gordura ao redor da cintura e do abdômen.

Trabalham todos os órgãos internos do abdômen (udara), prevenindo e curando indisposições do estômago, aliviando a prisão de ventre (malabaddata), fator importante na formação de toxinas no corpo, que pode causar o início de uma enfermidade.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...