Introdução do livro Mergulho na Paz

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Capa do livro Mergulho na Paz» por José Hermógenes (1921-)

Sei muito bem do drama dos pássaros,
a disputar audiência
com os grandes ruí­dos do tráfego.

Agradecimento

As primeiras edições foram êxito de livraria. Foram consumidas. A sociedade de consumo aprovou-as! Como pode ter acontecido, se não fiz concessões, não adocei a pí­lula e fiz frontal e claramente as contestações que supus necessárias?!

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Saúde e sabedoria através do Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Hermógenes ensinando a seus alunos
» Entrevista com Professor Hermógenes por Inês Castilho

Em 1992, aos 71 anos, o professor José Hermógenes era o retrato vivo do poder terapêutico do método de Yoga por ele desenvolvido, o qual fez chegar a mais de um milhão de leitores através de 23 livros publicados. Com o lançamento do livro Saúde Plena: Yogaterapia (Editora Nova Era), ele comemorou três décadas de atividades na área alternativa.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Os gurus ensinam: viveka, vairagya e mumukshutvam

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Patãnjali fazendo anjalimudra» por José Hermógenes (1921-)

A austera disciplina (tapas), a pesquisa do Ser (svadhyaya)
e a auto-entrega a Deus (
Ishvarapranidhana) constituem o Kriya Yoga.
Kriya Yoga atenua as dificuldades da mente causadoras do sofrimento
e conduz à união com o Divino.

Yoga Sutra, II:1-2


Quanto mais rico o tesouro, mais árdua sua conquista. Tesouro mais caro do que a imersão feliz em Deus não há. Por isso as advertências dos grandes Mestres da humanidade: “estreita é a porta”, e o caminho, angustiante; “de mil homens, um se põe a caminho, e de mil caminhantes chega apenas um”; “é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha…”.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Modos e meios

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Arjuna ajoelhado diante de Krishna» por José Hermógenes (1921-)

O yogi, dessa maneira, com a mente controlada, une-se ao Atman
e obtém a paz que culmina em
Nirvana, a paz que existe em Mim.
Bhagavad Gita, VI:15


Há modos diferentes para se vencer as distâncias na estrada para Deus.

Se o que nos afasta de Deus e nos vincula ao mundo é nosso imperfeito amar ou nossa incapacidade para o verdadeiro amor, nosso caminhar deve primordialmente ser um aperfeiçoamento nosso para a universalização e purificação do amor.

Na medida em que aprendermos a perder nosso eu na delí­cia de um amor cósmico e imaculado, estamos sendo libertados, curados e salvos pelo amor. E isso se chama Bhakti Yoga.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...