Jñana Yoga, a sabedoria que liberta

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por José Hermógenes (1921-)

Sri Shankara (788-820 d.C.) e discípulosE conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará.
João, 8:32


A alienante ignorância diz: “Deus é Divino, e eu, humano; Deus é Perfeição, e eu, pecado; Deus é Luz, e eu, sombra; Deus é Liberdade, e eu, servidão; Deus é Paz, e eu, conflito; Deus é Unidade, e eu, pedacinhos desarmônicos; Deus é Bem-Aventurança, e eu, sofrimento; Deus é Opulência, e eu, pobreza; Deus é Plenitude, e eu, vazio… Deus é grande demais. Deus está infinitamente fora de meu alcance…”

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Palavras de sabedoria

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Entrevista com Sri Ramana Maharshi

Sri Ramana Maharshi (1878-1950 d.C.)Ramana Maharshi foi considerado por muitos um dos maiores sábios do nosso tempo. Viveu na Índia, de 1879 a 1950, e nele se notava total ausência de distinção entre homens e mulheres, entre castas, credos, raças e religiões, entre um príncipe e um lavrador, e entre um asceta e um pai de família. Seu sentido de igualdade ia além dos seres humanos e abrangia animais e plantas. Ele acreditava que cada criatura, desde o homem até o menor dos insetos, é manifestação do Ser Supremo, do Único Imperecível.

Ramana Maharshi nada queria de ninguém. Estava inteiramente satisfeito com a plenitude do Ser Supremo. De seu espírito emanava silenciosa onda magnética capaz de estimular grandes transformações e importantes descobertas interiores nos demais. Permanecia em silêncio a maior parte do tempo. Mas, às vezes, ao responder às perguntas dos visitantes, deixava entrever, também em palavras, sua sabedoria.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...