Introdução do livro O Presente

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Capa do livro O Presente

Capa do livro O Presente

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Mestre,

Antes, em nossa casa-paraíso, na Tua presença, nada nos faltava e nos inebriávamos com Tua luz, Tua paz, Teu poder, e nos sentíamos totalmente libertos, desfrutávamos a doçura da saúde plena e da bem-aventurança. Depois, seduzidos pela magia do mundo, partimos para um aventureiro auto-desterro, e, com isso, fomos tomados pela penúria espiritual, pelo vazio, pelo tédio, pela neurose, pelo pavor… Por conta própria, deixamos de ser Teus príncipes e, passado algum tempo, nos vimos “passando fome em país distante”, alimentando os porcos de um mau patrão.

Compadecido de nossa miséria total, Te fizeste carne para, habitando entre nós, resgatar todos de nós que aceitassem Teu convite e Teu braço misericordioso para retornar ao Lar.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Chega de remédios falsos » entrevista com o Professor Hermógenes

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Professor Hermógenes no Retiro de Carnaval de 2008

Professor Hermógenes no Retiro de Carnaval de 2008

Diante da perspectiva de uma crise econômica, ética e moral, o Prof. José Hermógenes nos afirma, em 1998, a simples e eficiente receita de nos encontrarmos com o verdadeiro propósito do Yoga. Ele próprio já é um manifesto vivo. Mesmo assim, seu depoimento resulta numa fervorosa defesa da essência dessa prática milenar.

Adilson Cabral – Como foi o início de sua trajetória no Yoga?

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Prefácio do livro A Senda do Yoga, de Maria Laura Garcia Packer

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por José Hermógenes (1921-)

Gilmar Packer, Professor Hermógenes e Maria Laura Packer

Gilmar Packer, Professor Hermógenes e Maria Laura Packer

Será que conseguirei salvar o Yoga? – algumas vezes surpreendi-me agoniado, a fazer-me tão estranha pergunta. Agoniado, sim. Por que não? O Yoga me conduzira a uma cura espetacular que espantou acho que todos que acompanhavam o caso, incluindo o próprio médico que cuidava de mim e me aplicava o melhor da tecnologia médica dos anos 50. Em tempo recorde tive alta, contrariando os sombrios prognósticos cientí­ficos. Yoga, desde então, passou a ser-me a única ciência capaz de tornar o ser humano mais feliz, mais sadio, mais liberto, mais forte, mais sábio, mais capaz de passar a vida amando todos, servindo os aflitos, sempre a vencer, com a mente pura e alerta. Eu via, e continuo vendo, o Yoga como o melhor meio de trazer paz não somente a cada alma, mas à humanidade inteira.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...