Os gurus ensinam: viveka, vairagya e mumukshutvam

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Patãnjali fazendo anjalimudra» por José Hermógenes (1921-)

A austera disciplina (tapas), a pesquisa do Ser (svadhyaya)
e a auto-entrega a Deus (
Ishvarapranidhana) constituem o Kriya Yoga.
Kriya Yoga atenua as dificuldades da mente causadoras do sofrimento
e conduz à união com o Divino.

Yoga Sutra, II:1-2


Quanto mais rico o tesouro, mais árdua sua conquista. Tesouro mais caro do que a imersão feliz em Deus não há. Por isso as advertências dos grandes Mestres da humanidade: “estreita é a porta”, e o caminho, angustiante; “de mil homens, um se põe a caminho, e de mil caminhantes chega apenas um”; “é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha…”.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

O Yoga e o Ser

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Om
» por Tales Nunes

O Yoga, esse complexo e profundo mapa do ser humano, dá-nos diversos indicativos de como chegarmos à nossa essência, ao Ser. De acordo com os Vedas, o Ser permeia tudo, é criador e criatura ao mesmo tempo. Em nós, indicam os Vedas, esse Ser, ou essa essência universal, reside no coração: “Dentro do coração, em uma pequena cavidade, repousa o Universo.” (Mahanarayana Upanishad).

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Com quantos niyamas se faz uma yogini?

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Sigmund Freud (1856 - 1939)

Sigmund Freud (1856 – 1939)


» por Adriana Bogéa

O meu naufrágio no barco da Psicanálise

Descobri o Yoga em um momento de profunda insatisfação profissional e de grande descontentamento com a insuficiência das respostas fornecidas pela Psicanálise, referencial teórico que escolhi ainda na faculdade de Psicologia, às minhas indagações sobre o viver. Ainda na faculdade, me encantei com a postulação freudiana sobre o Inconsciente, que era apresentada como a terceira ferida narcísica imposta ao ser humano, depois da Teoria de Copérnico e da Teoria de Darwin.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Árvore, mito e corpo no Yoga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

» por João Tadeu de Andrade
Siddhartha Gautama, o Buddha Shakyamuni
Conta a tradição que a iluminação de Siddhartha Gautama se deu sob a sombra de uma árvore, conhecida como Bodhi. Em visita à Índia, encontrei um lugar de veneração a essa árvore. Não se trata da mesma, mas sim de uma distante descendente, uma vez que essa planta vive em média 300 anos. Circulada por uma mureta de proteção, e ilustrada com imagens de Buddha com os tantos nomes dados a ele em sua peregrinação no extremo norte indiano, a árvore Bodhi traz uma enigmática e delicada característica: suas folhas apresentam a nítida forma de um coração.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...