Satsanga

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Estudantes de Vedanta em Fortaleza com a Profª Gloria Arieira em maio de 2007

Estudantes de Vedanta em Fortaleza com a Profª Gloria Arieira em maio de 2007

» por Gloria Arieira (1953-), do Vidya Mandir

Satsanga é ficar em companhia de pessoas que possuem o conhecimento claro de sua própria natureza absoluta, ou daquelas que buscam esse mesmo autoconhecimento.

O momento de encontro acompanhado de conversas, perguntas/respostas ou canções cantadas em conjunto é chamado Satsanga. Esses momentos são importantes fontes de inspiração para os que valorizam o conhecimento de si mesmo e querem viver suas vidas com a clareza do Ser Imutável que são.

Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

A prece do bom administrador

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Francisco de Assis (1182 - 1226)

Francisco de Assis (1182 – 1226)

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

“Senhor,

Fazei de mim um instrumento de Vossa PAZ.
Onde houver ódio, que eu leve o AMOR.
Onde houver ofensa, que eu leve o PERDÃO.
Onde houver discórdia, que eu leve a UNIÃO.
Onde houver dúvida, que eu leve a FÉ.
Onde houver erro, que eu leve a VERDADE.
Onde houver desespero, que eu leve a ESPERANÇA.
Onde houver tristeza, que eu leve a ALEGRIA.
Onde houver trevas, que eu leve a LUZ.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Introdução do livro O Presente

Compartilhe esse conteúdo com alguém...

Capa do livro O Presente

Capa do livro O Presente

» por Professor Hermógenes (1921-2015)

Mestre,

Antes, em nossa casa-paraíso, na Tua presença, nada nos faltava e nos inebriávamos com Tua luz, Tua paz, Teu poder, e nos sentíamos totalmente libertos, desfrutávamos a doçura da saúde plena e da bem-aventurança. Depois, seduzidos pela magia do mundo, partimos para um aventureiro auto-desterro, e, com isso, fomos tomados pela penúria espiritual, pelo vazio, pelo tédio, pela neurose, pelo pavor… Por conta própria, deixamos de ser Teus príncipes e, passado algum tempo, nos vimos “passando fome em país distante”, alimentando os porcos de um mau patrão.

Compadecido de nossa miséria total, Te fizeste carne para, habitando entre nós, resgatar todos de nós que aceitassem Teu convite e Teu braço misericordioso para retornar ao Lar.


Veja MAIS »

Compartilhe esse conteúdo com alguém...